Ninguém gosta de dar o braço a torcer

21 jan

O título de hoje é um ditado popular dito muitas vezes por minha avó e que faz todo sentido com o tema do dia que é: “O amor acabou, mas você não tem coragem de sair de casa. Por quê?”

Por que é difícil dar o braço a torcer.

É difícil dizer para si mesmo que você perdeu.

E que essa derrota se deve por que assim tinha que ser. Exatamente assim, sem explicação.

Eu sei que você se esforçou, fez de tudo e até mais do que deveria e podia para dar certo o que tanto sonhou para vocês dois. Mas acabou o amor e você precisa sair, agora, para ontem.

Mas não é tão fácil dar adeus a uma relação.

Você até pode dar adeus ao amor. Mas para uma relação é mais complicado, pois há muito mais do que amor ali, há a rotina, companheirismo, bens materiais, esforço e dedicação.

Você perdeu e perdeu com seus próprios méritos, por ser você mesmo. É complicado de entender e talvez seja por isso também a dificuldade que casais têm de largar tudo.

Eu mesmo sempre transbordo na hora do adeus.

É difícil declarar-se falho.

Confirmar que acabou e que quem você ama, amava ou amou pode se apaixonar por outra pessoa.

Dar o braço a torcer é isso: Levantar a bandeira branca e dizer, nesse jogo eu perdi fazendo tudo que achava certo. E eu não me arrependo de nada. Estou indo de cabeça erguida.

Eu sei também que em uma relação sempre tem aquele que sente mais, que sofre mais, que ama mais. E é exatamente para ele, ou talvez você, que esse texto é direcionado. A você que amou mais, eu estou aqui para dizer que te entendo e compreendo. Você não está sozinho.

 

“A vida é feita de escolhas. Quando você dá um passo para frente, alguma coisa fica pra trás.”- Gossip Girl


Pensemos com cautela.

Meditemos o que realmente importa.

Você ama? Ainda ama.

Você quer continuar? Não.

Vamos aos poucos.

Um passo de cada vez então.

Determine seu objetivo.

Pense um pouco mais em você.

E perceba que dar o braço a torcer talvez não seja dizer que foi derrotada, mas sim que venceu e que você tem forças para largar tudo e viver novamente.

Dê o braço a torcer se não vale mais.

E se ainda achar que vale, lute amiga. Lute!

Mas se nem lutando ele é capaz de te amar novamente. Aprenda a perder e saber que derrotas existem para no futuro virarem vitórias.

O amor é uma aritmética sem solução e o relacionamento é uma problemática com somas, subtrações, adições e divisões.

 

M.P.

About these ads

7 Respostas to “Ninguém gosta de dar o braço a torcer”

  1. Dan Davi 21 de janeiro de 2011 at 9:32 #

    Juro que não sei quem sou a pessoa do post!

  2. bruniuhhh 22 de janeiro de 2011 at 9:21 #

    eu me encontrei rss
    isso em lembrou: “Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente.”

  3. caju 22 de janeiro de 2011 at 17:43 #

    excelente texto. mas nem sempre quem tem que desisir é o perdedor….

  4. Anne Estrela 22 de janeiro de 2011 at 20:11 #

    Tbm me encontrei de uma forma incrivel nesse texto, na verdade acho que todos passam por esse momento na vida, uns mais cedo outros mais tarde, mas todos acabamos sofrendo com “desilusões amorosas”. Mas na verdade, tenho que concordar que na verdade tudo é uma questão de dar o braço a torcer, mas não só isso. Nem sempre assumir que falhou e que “não existe mais” amor de uma das partes é a soluçao dos problemas. Na verdade, na maioria das vezes você acaba sofrendo ainda mais ao perceber que mesmo você sendo você mesma, não teve “capacidade” suficiente pra fazer com que tudo desse certo. Isso machuca, e muito. Falo porque acabei de sair de um “relacionamento” de 6 meses e ele ja esta com outro seguindo a vida feliz enquanto eu ainda não consigo levar em frente e esquecer o passado de vez. Mas esse texto me ajudou muito, tenho certeza que vai ajudar muitas outras pessoas ainda! Parabéns1 =D

  5. @thiagovallagao 24 de janeiro de 2011 at 2:03 #

    uauuu tem um pouco de mim ai neh oauhaiuhaiuhaiuahiuahiua adoooro amigos intelectuaisss arrazou no texto! meu orgulhoooooo

  6. Diogo Fernando, @dihpardal 24 de janeiro de 2011 at 10:00 #

    FATO! Tudo que disse…
    Já vivi duas vezes isso, posso viver a 3ª e agora já sei o que fazer caso um dia me indague sobre tal assunto.

  7. Julie 4 de setembro de 2012 at 2:32 #

    Foi muito bom para mim, com isso eu vi que eu sou orgulhosa mesmo, mas que nem sempre isso é bom para nós, tem certas ocasiões que deviamos ”quebrar” o orgulho..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: